13 a 16, set. | 2022
São Paulo Expo | SP

O Hotel do Futuro: 5 grandes ideias

O Projeto ‘Hotel of Tomorrow’ (Hotel do Amanhã) feito pelo Gettys Group foi um grande Think Tank que impulsionou a inovação em hospitalidade. 325 designers, operadores, marcas e pesquisadores estão reimaginando uma experiência futurista para clientes de hotéis e restaurantes. Esses especialistas em hospitalidade colaboraram para idealizar, prototipar e testar inovações para o futuro próximo e mais distante na nossa indústria.

O projeto começou com workshops que encontraram soluções inovadoras para revestimentos de pisos e paredes. Mais tarde, o famoso mordomo robótico da Aloft, Botler, foi um dos protótipos proveniente da mente desses experts.

Mais do que um workshop, o Hotel of Tomorrow® foi desenvolvido como uma metodologia, um processo acelerado de identificação de desafios de design, compilação de pesquisa, inspiração e avaliação colaborativa, com a elevação de novas ideias.

Ao todo foram geradas 79 Ideias. Dessas, 16 foram testadas, e 5 foram aprovadas por esses experts mundiais da hotelaria.

A tecnologia e a personalização continuarão a desempenhar papéis importantes nos novos conceitos de hospitalidade, e aqui estão as 5 ideias que passaram pelo rigoroso teste da Gettys Group:

1)  O conceito Outside In, Inside Out

Visa converter os espaços públicos do hotel, como salas de reuniões ou áreas externas aos salões de festas, em espaços maravilhosos com sensação ao ar livre, onde a iluminação, os sons, a qualidade do ar e os aromas proporcionam uma sensação de estar ao ar livre.

Estes ambientes teriam pelo menos uma parede inteiramente coberta com um terrário que abrigasse plantas reais. A parte de trás do terrário incluiria um monitor de vídeo que poderia exibir ilustrações de trepadeiras floridas e vida selvagem.

Tudo seria feito para entreter e acalmar os hóspedes e inspirar produtividade.

2)   Aliança dos Robôs

Uma experiência de comida e bebida desconstruída, onde robôs com propósitos e personalidades distintas permitem que os hóspedes bebam e comam fora de um restaurante ou bar tradicional.

Estamos falando de uma experiência desconstruída de alimentos e bebidas na qual robôs autônomos atendem os hóspedes onde quer que eles escolham jantar ou beber dentro ou fora de um hotel.

Estes podem variar de um robô de tamanho humano, inspirado no barman robótico Makr Shakr, que faria bebidas a partir de receitas criadas por um mixologista humano, à pequenos drones que poderiam voar por aí recebendo pedidos que seriam servidos por outros robôs.

Créditos de imagem: Robô do bar automatizado ‘Makr Shakr’ em Milão.

3)  Hotel Rover

Um veículo de aventura autônomo que oferece hospitalidade móvel na estrada e em ‘hotéis anfitriões’. O veículo elétrico autônomo é projetado para conforto na estrada.

Um à quatro hóspedes poderiam trabalhar, dormir, socializar e viajar no Hotel Rover. Eles seriam alugados aos viajantes por hotéis ou marcas individuais, replicando as comodidades de seus quartos. Os viajantes que alugassem o veículo poderiam levá-lo a outros hotéis da mesma marca, onde poderiam recarregá-lo e jantar com pedidos ao Room Service.  

Segundo o Gettys Group, esse conceito visa atender à crescente demanda por viagens de motorhome (bem ao estilo americano) e glamping (camping + glamour), que se tornaram cada vez mais populares durante os anos de pandemia. 

4)  Cama XYZ

Uma plataforma de sono otimizada, projetada para controlar e monitorar o valor restaurador do sono, resguardando a rotina dos hóspedes antes de dormir.

BedXYZ, que é descrito pela Gettys como uma “plataforma de sono otimizada e gamificada”, envolve um quarto de hotel com tecidos projetados que controlam a temperatura da cama e limpam o ar do quarto. Os hóspedes poderão usar aplicativos de smartphone para programar iluminação, opções de aromas, inibição de som, ruído de fundo, umidade, temperatura e firmeza da cama. Outras características possíveis podem incluir exercícios guiados de atenção plena e programas de relaxamento físico.

5)  Journey Pebble

Um dispositivo digital criptografado que compartilha as preferências do hóspede com o hotel para proporcionar uma estadia perfeita e personalizada. Ele poderá ser utilizado como colar, pulseira, ou simplesmente no bolso. 

Inovação é o que não falta na nossa indústria, mas o objetivo principal segue sendo ressaltar a essência da hospitalidade: ‘Cuidar de pessoas e fazê-las sentir-se bem’.