13 a 16, set. | 2022
São Paulo Expo | SP

Hotéis Pop Up. O que é isso?

A tendência “pop-up” tomou o mundo na última década. Bares, restaurantes, lojas de varejo, exposições de arte, locais de entretenimento e até hotéis pop-up tornaram-se opções interessantes e atraentes para experiências únicas de consumo.

Os espaços pop up começaram a aparecer no setor de varejo no início dos anos 2000. Restaurantes, lojas de roupas de grife, boutiques, e exposições temporárias de arte começaram a surgir nas principais cidades dos Estados Unidos. Anos atrás, a indústria de negócios pop-up foi avaliada em US$ 50 bilhões.

Vem conosco, pois esse tipo de hotel parece que veio para ficar.

Um hotel pop-up surge de repente, e podem sim surgir durante a noite, oferecendo aos hóspedes e viajantes experientes uma oportunidade exclusiva de passar um tempo em um hotel que não existia ontem e pode não existir amanhã.

Semelhante a outros espaços pop-up, os hotéis desse estilo geralmente aproveitam oportunidades de locação de curto prazo para criar uma experiência única para o cliente. Com duração de uma única noite a alguns dias ou semanas, muitos hotéis pop-up oferecem acomodações que se concentram em combinar o apelo exclusivo de uma experiência pop-up com o micro-viver moderno.

Como os hotéis pop-up são, por natureza, temporários, muitos são projetados com o objetivo de serem móveis. As empresas que obtêm muitos negócios de um segmento de mercado muito específico, por exemplo, podem seguir um festival que atraia seu público. O Coachella, um dos festivais de música mais populares e bem-sucedidos do mundo, ganhou as manchetes quando fez uma parceria com a Marriott para oferecer acomodações para os frequentadores. O sucesso da parceria foi visto por profissionais da indústria em todo o mundo.

Para hotéis pop-up em movimento, estruturas fabricadas ou pré-fabricadas são escolhas populares para a construção de propriedades.

O Hotel Moxy em NYC é um exemplo de estrutura pré fabricada, em estrutura modular.

Yurts, tendas e abrigos semelhantes são tipos comuns de quartos de hotel pop-up devido à sua capacidade de serem montados e desmontados com relativa facilidade. Embora semelhante a acomodações de camping, os gerentes de hotéis pop-up entendem a diferença entre camping e glamping. Normalmente, eles tendem a se concentrar mais no último, onde o GLAMOR se une à experiência e aventuras do CAMPING. Abaixo alguns exemplos de Glamping:

Mara Plains Camp, Quênia

Parador, Cambará do Sul/RS

Os hotéis pop-up também são comumente influenciados por mudanças sazonais. Os hotéis de gelo pop-up que oferecem quartos em estilo iglu, por exemplo, provavelmente só estarão disponíveis durante a parte mais fria do ano, nos lugares mais gelados do planeta.

Os hotéis pop-up na água, ou “boatels”, devem se movimentar para evitar a temporada de furacões e outros padrões climáticos perigosos.

Pesquisas mostram que 78% dos millennials preferem gastar seu dinheiro em experiências em vez de itens materiais. Além disso, eles estão dispostos a gastar mais dinheiro em oportunidades únicas do que em experiências genéricas.

Para alguns viajantes, os hotéis pop-up tornaram-se uma alternativa desejável para estadias em hotéis de marca. Esses viajantes preferem gastar mais em uma experiência nunca vista antes do que reservar outro aluguel de temporada pelo Airbnb.

Fora do setor de hospitalidade, muitas marcas reconhecidas aproveitaram o poder que hospedar um hotel pop-up pode ter. Marcas como Taco Bell, Nutella e até Orbitz lançaram hotéis pop-up que comprovam ainda mais o sucesso disponível para hoteleiros ambiciosos que desejam se expandir no mercado.

Hotel Hotella (parceria Food Network e Nutella em 2019)

Fique atento à indústria pop up, pois a criatividades dos empresários do setor parece star só começando.